OS BENEFÍCIOS DA COMÉDIA

São muitos os benefícios da comédia na sua vida profissional e pessoal. Você sabia que a arte do humor está relacionada à inteligência e pode te tornar uma pessoa mais criativa? E o que você acha se eu te dissesse que é possível aprender comédia? Se ficou interessado, leia essa página até o fim que você não irá se arrepender.

“Se você acha difícil rir de si mesmo, eu ficaria feliz em fazer isso por você.”

+ benefícios da comédia

Pensamento Lateral

A comédia muitas vezes exige olhar para situações de maneiras não convencionais, forçando você a pensar lateralmente e encontrar soluções criativas para criar humor a partir de diferentes perspectivas.

Quebra de Barreiras Mentais

O humor ajuda a quebrar barreiras mentais que bloqueiam a criatividade. Ao aprender a fazer piadas sobre assuntos diversos, você pode desenvolver uma mentalidade mais aberta e receptiva à exploração de novas ideias.

Desenvolvimento de Estilo Único

Participar de um curso de comédia te ajudar a desenvolver sua própria voz criativa e estilo único. Ao experimentar diferentes formas de humor, você pode descobrir novas maneiras de expressar suas ideias e perspectivas de um modo original.

Comunicação Criativa

A comédia é uma forma poderosa de comunicação criativa. Ao aprender a contar histórias engraçadas, criar metáforas e usar humor para transmitir mensagens, você pode melhorar suas habilidades de comunicação de maneira geral, tornando-as mais cativantes e memoráveis.

Resiliência e Adaptabilidade

Lidar com o humor requer resiliência e adaptabilidade, pois você precisa estar preparado para lidar com o inesperado e reagir de forma criativa a diferentes situações. Essas habilidades são valiosas no mundo profissional, onde a capacidade de se adaptar a mudanças e superar desafios é essencial para o sucesso.

Quebra de Gelo

O humor é uma ferramenta poderosa para quebrar o gelo e iniciar conversas. Aprender a escrever comédia pode fornecer a você uma série de piadas e histórias engraçadas para compartilhar em situações sociais, tornando mais fácil iniciar e manter conversas com novas pessoas.

Conexão Emocional

O humor pode criar uma conexão emocional entre as pessoas. Ao compartilhar histórias engraçadas e piadas, você pode encontrar pontos em comum com os outros e criar laços mais fortes e significativos.

Habilidade de Contar Histórias

Escrever comédia envolve habilidades de contar histórias eficazes. Ao aprender essas técnicas, você pode se tornar um contador de histórias mais cativante, o que pode ajudar a atrair a atenção das pessoas e mantê-las interessadas em suas experiências e perspectivas.

Alívio do Estresse

O humor pode ajudar a aliviar o estresse e a tensão social em situações desconfortáveis. Saber como criar e compartilhar humor pode tornar encontros sociais mais leves e divertidos, ajudando a reduzir a ansiedade e facilitar a interação com os outros.

Sentido de Pertencimento

Compartilhar humor com os outros pode ajudar a criar um senso de pertencimento e comunidade. Ao participar de um curso de escrita de comédia, você pode se conectar com outros colegas que compartilham interesses semelhantes, criando uma base sólida para construir novas amizades.

Habilidade de Ler o Ambiente Social

Aprender a escrever comédia envolve entender o que faz as pessoas rirem e como ler o ambiente social. Essas habilidades podem ajudar você a se tornar mais consciente das nuances sociais e a adaptar seu comportamento e humor para se relacionar melhor com diferentes tipos de pessoas.

Engajamento do Público

Palestrantes muitas vezes lutam para manter o interesse do público ao longo de suas apresentações. Um curso de comédia pode ensinar técnicas para prender a atenção e criar conexões emocionais através do humor.

Transmitir Mensagens Complexas

O humor pode ser uma ferramenta eficaz para simplificar conceitos complicados e torná-los mais acessíveis ao público.

Vencer o Medo de Falar em Público

Muitas pessoas têm medo de falar em público e enfrentam ansiedade antes e durante suas apresentações. O humor é uma maneira poderosa de aliviar a tensão, tanto para o palestrante quanto para a plateia.

Originalidade

Um curso de comédia pode ensinar técnicas para desenvolver um estilo único e autêntico de humor, ajudando-os a se destacar da multidão.

Conexão com o Público

O humor pode criar uma atmosfera de camaradagem e facilitar a conexão emocional entre você e o seu público.

Engajamento dos Alunos

O uso estratégico do humor em sala de aula pode tornar o ambiente mais leve e atraente, aumentando o engajamento dos alunos e facilitando o processo de aprendizagem.

Reforço das Mensagens Principais

O uso estratégico do humor pode ajudar a reforçar as mensagens de forma memorável em uma palestra, aula, reunião, curso etc.

QUEM PROFISSIONAIS SE BENEFICIAM COM A COMÉDIA?

Esse curso de comédia serve para qualquer pessoa ou profissional que queira se destacar na vida ou em sua área de atuação utilizando-se das ferramentas da comédia.

Palestrantes & Comunicadores

Crie interesse e conecte-se com a plateia.

Educadores & Professores

Quebre a monotonia e mantenha a atenção.

Profissionais de Vendas

Quebre objeções e atraia mais clientes.

Executivos & Lideranças

Lidere com empatia em um ambiente colaborativo.

Profissionais de RH

Aumente o engajamento e motivação da equipe.

Propaganda & Marketing

Estimule a criatividade e as ideias originais.

Escritores, Roteiristas e Redatores

Escreva de piadas a roteiros que engajam.

Atores & Atrizes

Aperfeiçoe sua performance em comédia.

Diretores e Preparadores de Elenco

Potencialize a comédia do seu elenco.

Influenciadores Digitais

Crie conteúdos que viralizam e se destaque.

Humoristas & Stand-up Comedians

Encontre sua voz e seu estilo.

Aspirantes a Comediantes

Aprenda os fundamentos da comédia.

BENEFÍCIOS DA COMÉDIA NA VIDA E NA SUA CARREIRA

BENEFÍCIOS DA COMÉDIA COMPROVADOS POR Pesquisas científicas

Você sabia que os mesmos processos que geram o humor também contribuem para o insight, a criatividade e até mesmo a saúde psicológica?

Estudos indicam que o uso do humor no cotidiano está fortemente relacionado à inteligência.

Quem diz isso é o neurocientista norte-americano Scott Weems. Em seu livro Há! A Ciência do Humor, Weems escreve que o humor é como um exercício pro cérebro e, assim como o exercício físico fortalece o corpo, manter uma PERSPECTIVA bem-humorada é o caminho mais saudável para manter-se cognitivamente afiado. Traduzindo: o humor mantém a sua mente mais saudável e ativa.

Oi, eu sou Emilio Boechat e hoje eu vou te mostrar como usar as ferramentas que o humor coloca à sua disposição para você enxergar o mundo de uma forma mais bem-humorada, destravar a sua criatividade, se diferenciar na sua área de atuação, transformar seus problemas em piadas e até mesmo aprender uma nova profissão, mesmo que você não se ache engraçado e não queira aparecer diante de uma câmera ou se apresentar para a plateia de um teatro lotado. E tudo isso graças ao método que eu chamo de OS SEGREDOS DA COMÉDIA. O que isso te parece?

Se você ainda tem dúvidas, aqui vão mais alguns benefícios que o humor pode trazer pra sua vida pessoal e para a sua carreira.

O humor é uma arma secreta nos negócios e na vida. É importante na atração romântica entre as pessoas. Auxilia nas relações no local de trabalho. Potencializa o aprendizado. Te ajuda a ter mais esperança. E mantém você saudável por mais tempo. Tudo isso é o que apontam diversas pesquisas científicas.

Um estudo da Universidade de Stanford mostrou que o humor e as risadas estão entre as mais valiosas ferramentas a nossa disposição pra fortalecer laços e relacionamentos, aliviar o estresse e a tensão, além de aumentar a resiliência e performance, quando as metas são muito altas.

O mesmo estudo indica ainda que o humor positivo aplicado pelos líderes pode resultar em subordinados mais satisfeitos com o seu trabalho, além de ajudar a lidar melhor com frustrações e manter o espírito altivo.

Por esse motivo, a Universidade de Stanford criou um curso de graduação da School of Business especialmente voltado a ensinar mentes de negócios a colocarem mais humor em seus trabalhos e suas vidas.

Já uma pesquisa da Universidade do Kansas, nos Estados Unidos, descobriu que quando dois estranhos se encontram, quanto mais vezes um homem tenta ser engraçado e quanto mais uma mulher ri dessas tentativas, maior a probabilidade de a mulher se interessar pelo homem. Jeffrey Hall, professor de comunicação, disse que quando ambos riem juntos, é uma indicação ainda melhor de uma conexão romântica.

O humor também tem um impacto positivo no local de trabalho. É o que descobriram os pesquisadores da Universidade de Missouri-Columbia. Entre colegas, ele aumenta a criatividade, a coesão do departamento e o desempenho geral.

E tem mais. Dois professores de psicologia da Universidade de Ohio argumentam que o uso do humor em cursos online também pode produzir bons resultados.

E não é só. Uma pesquisa da Texas A&M University mostra ainda que o humor pode aumentar significativamente o nível de esperança de uma pessoa.

Se tudo isso não bastasse, pesquisas da Universidade de Ciência e Tecnologia da Noruega apontam que o senso de humor ajuda a manter as pessoas saudáveis e aumenta suas chances de atingir a idade da aposentadoria.

O humor é uma ferramenta importante tanto para o seu trabalho como para a sua vida. Além de um negócio muito lucrativo. Afinal de contas, quem não gosta de rir?

Não é por acaso que as comédias fazem tanto sucesso no teatro, na TV, nos cinemas e plataformas de streaming. Das 10 maiores bilheterias da história do cinema brasileiro, 5 são comédias. Dos 10 maiores influenciadores digitais do Brasil em 2021, 3 são comediantes.

A comédia stand up se incorporou de vez à cultura nacional e humoristas como Thiago Ventura, Rafael Portugal e Bruna Louise, entre tantos outros, são conhecidos no Brasil inteiro. Muitos deles sem nunca terem aparecido na TV aberta.

O Porta dos Fundos virou um case de sucesso depois que sua audiência explodiu no Youtube e o canal de humor foi comprado pela poderosa Viacom, hoje Paramount Global.

Acho que agora não faltam motivos pra você mergulhar no mundo da comédia.

“Acho que se a vida te der limões, você deveria fazer uma limonada… E tentar encontrar alguém cuja vida lhe deu vodka e fazer uma festa.”

COMO SE FAZ COMÉDIA!

NOSSO CÉREBRO É PREGUIÇOSO

Talvez você não saiba, mas o nosso cérebro é preguiçoso. Ele gosta de previsibilidade, ou seja, detesta mudanças. Não por acaso, o ser-humano automatiza as ações que pratica com frequência. Automatizar é o mesmo que agir sem pensar.

Isso, entretanto, não é saudável porque, com o tempo, nosso cérebro elimina as sinapses que não usamos. Resultado, aprender coisas novas, encontrar soluções inovadoras para fazer as coisas de um jeito diferente se torna uma tarefa mais e mais árdua. Não por acaso, ser criativo é tão difícil, tanto quanto ser engraçado, porque criatividade e humor estão intimamente ligados.

A COMÉDIA EXERCITA O RACIOCÍNIO

A comédia é um dos mais eficientes e divertidos exercícios para o cérebro porque ela nos obriga a enxergar o mundo sob uma perspectiva inusitada, original e surpreendente. As piadas, por exemplo, aproveitam-se do fato de nossa mente ser uma máquina de criar suposições e hipóteses para nos surpreender com um final que não conseguimos prever - recurso conhecido como reversão de expectativa.

HUMOR CHAMA ATENÇÃO

Como uma das bases da comédia é a quebra de padrões, ela é uma maneira eficaz de chamar a atenção porque toda quebra de padrão coloca nosso cérebro em alerta como um sinal de PERIGO - uma herança da época em que habitávamos as cavernas e que precisávamos estar sempre alerta para predarores bem maiores que nós. Não por acaso, o marketing e a propaganda são mestres em se utilizar dos recursos da comédia para atrair o público e vender de produtos a conceitos.

PERIGO = TENSÃO.
PIADA = ALÍVIO DESSA TENSÃO.
A PIADA CRIA TENSÃO PARA, EM SEGUIDA, GERAR ALÍVIO.

A VIDA PRECISA DE SENTIDO

Outra característica de nosso cérebro é a sua necessidade de encontrar sentido para absolutamente tudo. Mesmo que esse sentido não exista, nosso cérebro inventará um porque o ser-humano não consegue viver uma vida sem sentido. Daí termos inventado tantas crenças, normas, regras, leis na tentativa de organizar o mundo caótico e selvagem à sua volta.Pecado, justiça, hierarquia, meritocracia, direitos humanos nada disso existe a priori na natureza. Eles entram no âmbito desses conceitos ou ficções criadas pelo ser-humano para tentar dar sentido a um mundo aparentemente sem sentido. Essas ficções foram fundamentais para que evoluíssemos e vivêssemos em sociedade, ao compartilharmos crenças e controlarmos nosso ímpeto e instinto animal.

NOSSAS CRENÇAS SÃO CHEIAS DE CONTRADIÇÕES

A questão é que toda criação do ser-humano está repleta de contradições internas. Não por acaso, essas crença mudam com o tempo. A moda, os sistemas de governo, as ideologias, até mesmo a ideia de Deus estão sempre em transformação. A maioria de nós, entretanto, se agarra a elas como se fossem verdades absolutas e imutáveis. Chama-se dissonância-cognitiva o fenômeno de acreditar-se em ideias contraditórias.

A COMÉDIA NASCE DA CONTRADIÇÃO

Ironicamente, é justamente o fato de acreditarmos em conceitos contraditórios que permitiu o nascimento das piadas. Em um mundo perfeito e harmônico não haveria espaço para o humor porque a comédia explora justamente o que temos de imperfeito, contraditório e ambíguo. A comédia nasce do simples fato de sermos todos imperfeitos.

Perceba a contradição que é o ser-humano. Somos animais que pensam; mas nem por isso agimos sem pensar. Em nossa arrogância, acreditamos ter controlado a natureza, mas somos incapazes de evitar tempestades, furacões, tsunamis e outros desastres naturais. Pensamos ser senhores de nossos desejos e ações, mas está provado que muitas de nossas atitudes são movidas por estímulos inconscientes, ou seja, dos quais não temos conhecimento. Justificamos racionalmente escolhas totalmente movidas pela emoção.

É por isso que a comédia surge da percepção simultânea de ideias contraditórias - também conhecida como sinergia-cognitiva, ou ativação de scripts opostos. Porque a contradição é tão humana quanto cômica. Se treinarmos o nosso olhar e soubermos onde procurar, perceberemos contradições mesmo nas ações mais banais do dia a dia.A comédia, portanto, nos revela que natural e artificial; orgânico e mecânico; racional e irracional; sentimento e razão; consciente e inconsciente não são pólos opostos e irreconciliáveis, mas dois lados de uma mesma moeda.

FAÇA COMÉDIA INTELIGENTE

Encontraremos matéria-prima para a comédia, portanto, em nossas idiossincrasias, ambiguidades e contradições. Estas se fazem presentes na rigidez dos dogmas, das convenções sociais, das cerimônias, das normas, regras, leis e todas as demais ficções inventadas pelo ser-humano, que se sobreponham ao bom-senso, que se suponham mais reais do que a própria realidade concreta.

Para isso, o comediante precisa desenvolver um olhar crítico e distanciado: como um alienígena que acaba de descer em nosso planeta; ou como a criança que ainda está aprendendo as regras do mundo e por isso tudo questiona. O bom comediante desenvolve uma visão surpreendente, original e inusitada sobre o mundo, que ele defende com uma atitude forte e peculiar.

Logomarca do Curso de Comédia do zero ao profissional com Emilio Boechat

COMÉDIA INTELIGENTE

A base teórica deste curso é enriquecida pelos pensamentos de renomados estudiosos da comédia.

O historiador francês Georges Minois em "A História do Riso e do Escárnio" oferece uma análise abrangente da evolução do riso e do humor ao longo da história da humanidade. Ele destaca como o riso foi muitas vezes visto como uma força disruptiva e subversiva, desafiando autoridades e convenções estabelecidas. O curso ressalta como a repressão do riso ao longo do tempo foi responsável por debilitar o raciocínio cômico na maioria das pessoas.

O historiador israelense Yuval Noah Harari em "Sapiens: Uma Breve História da Humanidade" explora a ideia de que os seres humanos têm uma capacidade única de criar e acreditar em "verdades ficcionais" - ou seja, narrativas compartilhadas que não têm uma base objetiva na realidade, mas que são fundamentais para a coesão social e para a organização das sociedades humanas. A partir da abordagem de Harari, o curso ressalta como o riso surge da percepção de contradições, absurdos ou incongruências entre as "verdades ficcionais" em que acreditamos e a realidade em que vivemos. E como o humor explora e expõe essas contradições internas, desafiando nossas percepções e crenças arraigadas.

O filósofo francês Henri Bergson, com sua obra "O Riso - ensaio sobre o significado do cômico", explora a natureza do riso oferecendo insights profundos sobre por que certas situações nos fazem rir. O curso traduz o pensamento de Bergson em ferramentas poderosas para se fazer rir como a percepção de algo mecânico ou inflexível em um contexto onde se espera flexibilidade e vitalidade.

O pai da psicanálise Sigmund Freud, em "Os Chistes e sua relação com o inconsciente", nos leva a uma jornada pelo humor como expressão do nosso subconsciente. Freud argumenta que os chistes são uma forma de expressão cultural que permite ao indivíduo liberar impulsos e desejos reprimidos de maneira socialmente aceitável. Ele analisa os mecanismos psicológicos por trás dos chistes, incluindo o uso de sublimação, deslocamento e condensação para lidar com temas tabus ou proibidos.

O crítico literário britânico Terry Eagleton em "Humor - o papel fundamental do riso na cultura" investiga várias teorias do humor, examinando o papel e a importância do humor na sociedade, cultura e literatura. Além de explorar como o humor pode ser uma forma poderosa de crítica social e política, desafiando normas e convenções estabelecidas.

Já o psicólogo cognitivo e neurocientista Scott Weems em "Há! A ciência do humor" desvenda os mistérios por trás do que nos faz rir; investiga como o cérebro processa o humor e por que algumas pessoas têm um senso de humor mais desenvolvido do que outras por meio de uma abordagem científica. Weems oferece insights fascinantes sobre como o humor pode ser uma ferramenta poderosa para lidar com adversidades e promover o bem-estar emocional.

"The Psychology of Humor", escrito por Rod A. Martin oferece uma base sólida para quem deseja estudar e fazer comédia, fornecendo uma compreensão profunda das bases psicológicas do humor e oferecendo insights práticos sobre como aplicar essas teorias na criação e execução de material de comédia. O curso traduz para você as principais teorias contemporâneas sobre o riso e explica como você pode usá-las como um atalho para fazer rir.

“Não leve a vida tão a sério. Você jamais sairá dela com vida.”

Quero mais informações!


Se inscreva e receba mais informações ou entre em contato pelo nosso WhatsApp.

Ice Cream And Drama Produções Artísticas LTDA.

CNPJ: 07.694.932/0001-20.

Rua dos Aliados, 364.

CEP: 05082-000.

São Paulo. SP.